Projetos e pessoas extraordinárias que estão a mudar o mundo


Navigation Menu+

HUMOR NO LOCAL DE TRABALHO

Written by Andrew Tarvin      Nov 2, 2016

744170_30119929

Como e porquê.

Assim que terminei os meus estudos universitários, fui trabalhar como Gestor de Projetos na Procter & Gamble. Se tivermos em conta que tirei um bacharelato em Ciências Informáticas e Engenharia e o meu indicador de personalidade Myers Briggs é INTJ (Introvertido, Intuitivo, Racional e Crítico), aparento ser um candidato improvável a falar de humor.

 

A verdade é que, enquanto engenheiro, só me preocupo com coisas que funcionem. Mas, ao que parece, o humor funciona no local de trabalho. Num mundo em que as pessoas andam stressadas, insatisfeitas com os seus empregos e estão constantemente esgotadas, o humor é uma ferramenta que pode fazer levantar a moral, reforçar o empenho e tornar aquilo a que chamamos “trabalho” em algo muito mais divertido.

 

A Importância do Humor

 

No meu já referido emprego de Gestor de Projetos, 90% do meu trabalho consistia em comunicar com outras pessoas via e-mail, em reuniões, apresentações, formações, telefonemas, mensagens instantâneas, mensagens não tão instantâneas e através do ocasional pombo-correio. two things pt

Numa tentativa de me poupar a uma sobrecarga de comunicação ou ao tédio, comecei a introduzir o humor no meu trabalho. Juntava uma piada no final de um e-mail, lançava perguntas do género ‘conheça-se a si mesmo’ na abertura das reuniões, utilizava imagens nas minhas apresentações, etc.

 

Aconteceram logo duas coisas: 1) Comecei a gostar mais do meu trabalho e 2) Comecei a ser mais eficiente. As pessoas liam de facto os meus e-mails, iam às minhas reuniões e ouviam as minhas apresentações.

 

Apercebendo-me do êxito que estava a ter, descobri novas formas de me entreter: dava aos meus colegas de equipa “testes de personalidade” como “Que personagem da Guerra das Estrelas és?” (Eu sou o R2D2); comecei a dar aos meus projetos nomes engraçados (como “Projeto Espetacularizando”); e ensinava os meus colegas a serem mais criativos recorrendo à improvisação.

 

Não me apercebi do impacto que estava a ter até que, após uma das minhas reuniões semanais ordinárias, uma colega minha, a Sarah (também conhecida por Ewok), veio ter comigo e disse: “Quero apenas agradecer-te.”

 

Não fazia ideia do que ela estava a falar, então respondi: “É uma questão de tempo! Por que é me estás a agradecer?”

 

“Por causa deste projeto”, disse ela. “Tem sido divertido. Antes de me juntar ao Projeto Espetacularizando, andava stressada e pensava em demitir-me. Mas depois juntei-me à tua equipa e era tudo uma novidade. Tinhas piadas nos teus e-mails e começavas cada reunião com uma pergunta diferente. E apercebi-me de que ninguém te tinha dito para as tornares divertidas, foste tu quem o decidiu. Por isso, obrigada.”

 

Fiquei estupefacto. A Ewok tinha razão. Ninguém me tinha dito para ser engraçado, mas também ninguém me fez parar dali em diante.

 

Os Benefícios do Humor

 

A minha conversa com a Ewok fez-me perceber o valor do humor e resolvi pesquisar mais sobre o assunto. Acontece que não era o único a ver as vantagens de introduzir alguma descontração no local de trabalho.

 

Há pelo menos 30 benefícios do humor no trabalho, todos eles sustentados por pesquisas, estudos de casos e exemplos da vida real, concentrados em 5 grandes razões para usar o humor:

 

  1. Desenvolve a capacidade comunicativa.
  2. Ajuda a construir laços mais fortes com colegas de trabalho.
  3. Estimula a criatividade e ajuda na resolução de problemas.
  4. Estimula a criatividade individual e coletiva.
  5. Alivia o stress e faz bem à saúde em geral.

 

Com todos estes benefícios, não admira que as pessoas que usam o humor no trabalho sejam mais produtivas, menos stressadas e mais felizes.

 

Formas de Introduzir o Humor no Trabalho

 

Então, como podemos tirar partido destes benefícios e tornar o nosso trabalho mais divertido?

 keys pt

Introduzir o humor no local de trabalho não é tão intimidatório quanto possa parecer. Umas das chaves para o conseguir eficazmente é reconhecer que humor não significa apenas comédia. O humor no escritório não tem a ver com tornar o trabalho numa coisa cómica, mas sim numa coisa que lhe dê prazer fazer.

 

Outro aspeto a ter em consideração é que tornar o ambiente no trabalho mais descontraído não significa que tenha de ser você a criar o humor por detrás disso, pode somente partilhá-lo.

 

Com isso em mente, aqui ficam 5 pequenas dicas para introduzir o humor no seu local de trabalho:

 

  1. Usar imagens em apresentações. Muitas pessoas sabem como fugir à “morte-por-PowerPoint” (não ter apresentações que matam o seu público de tédio), mas não sabem como criar apresentações verdadeiramente cativantes. Usar imagens em vez de diapositivos repletos de texto pode passar a mensagem mais eficazmente.
  2. Faça perguntas interessantes. Apesar da sua conotação negativa, a conversa informal desempenha um importante papel na construção de relacionamentos. Em vez de lançar perguntas-standard (“Como foi o teu fim-de-semana?”), contorne-as um pouco para as tornar mais interessantes (“Qual foi a melhor parte do seu fim-de-semana?”). É uma pequena mudança que pode produzir grandes resultados.
  3. Ver vídeos cómicos. Ver comediantes de stand-up como Brian Regan ou espetáculos de sketches como Key & Peele não é só um ótimo modo de ficar bem-humorado, como também o irá ajudar a pensar de forma mais criativa. Ao rir, está a libertar serotonina no seu cérebro, o que pode estimular a atenção e a inteligência global.
  4. Crie um jogo fora do trabalho. A aplicação de elementos lúdicos em processos não-lúdicos, como o trabalho. Ao introduzir aspetos como pontuações, recompensas e competição, irá tornar algo tão aborrecido quanto um e-mail num jogo entre si e os seus pares.
  5. Estipule um horário para a retirada estratégica. A retirada estratégica é somente um termo corporativo de dizer “faça uma pausa”. Isso pode fazer reduzir o stress e prevenir o esgotamento e ajudá-lo-á a ser mais produtivo a longo-prazo. Durante essa pausa, faça algo que o relaxe, como uma caminhada, pratique mindfulness, tente resolver o cubo mágico ou saia apenas.

 

Introduzir o humor no seu local de trabalho não tem de ser ousado (ou caro). Trata-se de escolher fazer o seu trabalho de maneira diferente que o torne mais prazenteiro, e em última análise, mais eficiente.

 

Para saber mais sobre Andrew Tarvin, clique aqui.

 

 

VEJA TAMBÉM

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

IM Magazine reserves the right to approve all comments.
Ofensive comments will not be accepted.