Projetos e pessoas extraordinárias que estão a mudar o mundo


Navigation Menu+

GELADOS PARA AJUDAR UM PAÍS?

     Out 3, 2014

SetSize1154654-support

No Ruanda e no Haiti duas gelatarias novas são geridas por mulheres.

Odile Gakire Katese, uma percussionista Ruandesa também conhecida como Kiki tinha um sonho: abrir uma sucursal da Blue Marble Ice Cream, uma gelataria amiga do ambiente premiada, na sua terra-natal. O plano em si poderá causar estranheza, tendo em conta que Butare é uma localidade pobre que ainda sofre com as sequelas do genocídio de 1994, mas convenceu totalmente as duas fundadoras da Blue Marble Dreams a expandir o seu negócio para o Ruanda. O que realmente demoveu Alexis Miesen and Jennie Dundas no encontro ocasional que tiveram foi o sabor da ideia de Kiki: “Devemos fazer mais do que reconstruir estradas, precisamos de reconstruir as pessoas e de lhes provar que vale a pena viver a vida”, observa.

Inaugurada em 2010, a Inzozi Nziza (Sweet Dreams, em Inglês) é inteiramente gerida por uma cooperativa de mulheres, dando-lhes a oportunidade de aprender um ofício, ganhar um salário e assim contribuir para a economia local. A loja serve dois novos sabores todos os dias, desde nata a chá preto ou café Ruandês. Para o topping há granola caseira, mel do Ruanda ou pepitas, entre outros. A experiência teve tanto sucesso que foi objeto de um documentário aclamado pela crítica realizado e produzido por Lisa e Rob Fruchtman e lançado em 2013.

O êxito da Sweet Dreams foi também o cone da implementação de um projeto similar no Haiti, outro país a necessitar de uma bola de alegria e descontração. A Bel Rev está prestes a abrir portas em Port-au-Prince. Além de gelados, a loja terá uma área recreativa para as crianças, uma sala de computadores e um pátio com bancos. Os membros do staff serão de uma organização local de apoio a mulheres vítimas de abuso sexual: uma oportunidade concreta para muitas delas refazerem as suas vidas. 

VEJA TAMBÉM

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

IM Magazine reserves the right to approve all comments.
Ofensive comments will not be accepted.